Inteligência Artificial Negócios Sem categoria

5 benefícios da adoção da IA ​​nas operações de varejo

Por Alexandre Rocha e Pedro Ica

É fato que a tecnologia já marcava presença no varejo antes da pandemia da Covid-19, contudo, nos últimos dois anos, acelerar rumo à digitalização para reinventar negócios e processos se tornou essencial na defesa da competitividade.

De forma repentina, muitas companhias precisaram se adaptar para uma atuação no complexo domínio do comércio eletrônico. Este ambiente, mesmo antes da pandemia, já registrava crescimento superior a 10% nos últimos anos no Brasil, atingindo 12% nos anos de 2017 e 2018, seguido por 22,7% em 2019, segundo o E-commerce Brasil.

Com as restrições resultantes de estratégias de lockdown, entre outros fatores, o consumo via canais digitais se tornou ainda mais popular. Assim, a transformação moldou novos hábitos e expectativas, fortalecendo ainda mais a importância da experiência do consumidor. Segundo a pesquisa “E-commerce na Pandemia”, houve forte aceleração das compras no varejo digital, que experimentou um crescimento de 145% no volume de vendas, apenas no primeiro semestre de 2020.

Hoje, temos consumidores bem atentos a preços competitivos, pronto atendimento e agilidade na entrega. Considerando este cenário, apresentamos cinco benefícios da IA em operações varejistas, elencados pelo nosso CRO, Pedro Ica.

1 – Planejamento eficaz da cadeia de suprimentos usando automação inteligente (IA)

Os varejistas que souberem turbinar o supply chain com IA devem ganhar, e economizar, milhões de reais adotando serviços de automação e robótica. A alocação de recursos com inteligência tende a potencializar os resultados otimizando áreas-chave, onde há maior margem para tal.

2 – Previsão precisa da demanda para impulsionar margens

IA e aprendizado de máquina gerarão margens maiores para os varejistas, permitindo que atendam às demandas dos clientes rapidamente. Estima-se que a demanda baseada em machine learning geraria receitas de até US$ 3 bilhões até 2023 nos EUA, onde varejistas impulsionados pela IA investem, hoje, US$ 760 milhões em suas operações.

3 – Inteligência do cliente em tempo real e experiência do cliente

Usando a IA para o varejo, as empresas podem desenvolver o Customer Intelligence extremamente preciso, para fornecer personalização, além de serviço e atendimento ao cliente mais relevantes.

Novas tecnologias de varejo baseadas em IA, podem melhorar a lucratividade omnichannel e a experiência do cliente, aumentando as taxas de conversão, por exemplo. Sem a IA, essas conversões podem se perder devido a flutuações sazonais, má administração de inventário e análises inadequadas do comportamento de compra do consumidor.

Com o surgimento de eventos coletados na loja, em ocasiões como a Black Friday, entender a demanda e as cadeias de suprimentos é mais crucial do que nunca, com a AI desempenhando papel central.

4 – Nova cara e voz para suas campanhas de marketing, vendas e promoção

Com o advento das tecnologias de marketing, vendas e mídia orientadas por dados, gestores e equipes de negócios já estão falando o vocabulário da IA ​​com seus clientes.

Espera-se que esse movimento não seja diferente para os varejistas, que podem descobrir um nível enorme de eficiência em suas operações, aproveitando a IA. Algumas tecnologias disponíveis para os times de negócios são: reconhecimento facial e voz, conteúdo orientado por IA, automação de marketing e vendas, assistentes virtuais e chatbots.

Ao adotar a IA nas relações com os clientes e nas operações de vendas, os varejistas podem reduzir em 15% os índices de reclamações. Essa redução dos índices de reclamações tende, por sua vez, a se traduzir em maior lealdade à marca, influenciando positivamente em variáveis como retenção e reputação.

5 – Zero filas e período de espera: chegada de tecnologias Guest Checkout

O varejo de última geração está ganhando força com todas as inovações interessantes que vêm à luz nos campos da IA, computação quântica, visão computacional, PNL e deep learning. Os principais players, como NVIDIA, Qualcomm e Tencent, estão equipando os varejistas com poderosas tecnologias de IA para acelerar a adoção de voz, câmera e compras via Wi-Fi.

Considerando o uso de tecnologias guest checkout, estima-se uma economia de até 50% do tempo do consumidor, além de um aumento de até 21% na taxa de conversão das lojas. Resultados expressivos para ambos os lados que compõem a equação do consumo.

Suporte profissional qualificado é essencial

É preciso ter um agente integrador para desenvolver sua equipe, PDVs e sobretudo sua inteligência de dados. Essa é nossa proposta de valor em varejo, entregar a solução completa em IA, utilizando as melhores tecnologias disponíveis para promover resultados positivos aos clientes HartB.

O CRO HartB conclui dizendo que tudo isso levaria à era do Connected Shopping – uma experiência perfeita, que ajuda os compradores a evitar longas esperas e a complexidade nos processos de consumo.

Ao reduzir o tempo de espera, os varejistas equipados com IA podem aumentar sua receita de forma impressionante. Esse desafio ainda é mal dimensionado por muitos gestores atualmente, contudo, encantar consumidores que têm se tornado objetivos e curto-prazistas em suas experiências de varejo é mandatório.

Tags: automação Black Friday connected shopping consumidor customer intelligence e-commerce guest checkout HartB IA lockdown Machine Learning robótica

Alexandre Rocha

Head of Marketing - HartB. Profissional de Marketing com especialização em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais, Administração, finanças e geração de valor. Pós-graduando em Tecnologia para negócios: AI, Data Science e Big Data.

Deixar um Comentário

Assine a Newsletter

Receba as novidades do site em seu email.

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Logo HartB

Geração de valor através de Big Data e Inteligência Artificial.

Contato

© 2022 HartB. Todos os direitos reservados.