O poder dos gigantescos volumes de dados

Em meio a termos tecnológicos em alta, é citado frequentemente o Big Data, termo que consiste em um processo de análise que envolve soluções específicas para a interpretação de enormes volumes de dados, observando sua variedade, velocidade, veracidade, valor, volatilidade e visualização como aspectos chave.

A capacidade de geração de conhecimento através de uma infinidade de dados não estruturados e disponíveis surgiu como um poderoso meio para orientar a tomada de decisão de forma precisa, seja na medicina, nos esportes ou nos negócios. Segundo reportagem publicada em 2015 pela Forbes, 90% das empresas de nível médio a grande porte já haviam investido em Big Data até então.

Há uma alta disponibilidade de dados dispersos, e conforme levamos uma vida cada vez mais conectada, consumindo, estudando, trabalhando e até mesmo aproveitando momentos de lazer nos meios digitais, contribuímos para uma produção significativa de dados que podem ser agrupados e analisados em conjunto, de forma a indicar hábitos de consumo e tendências, traduzidas em vantagem competitiva.

Apesar da disponibilidade dos dados, são necessárias estruturas e recursos específicos para a utilização do Big Data, afinal, para que seja possível integrar, gerenciar e analisar dados é preciso dispor de ferramentas que estejam aptas a atuar de forma lógica mesmo utilizando dados não-estruturados, com agilidade suficiente para tratá-los em tempo real, por exemplo.  

Os data lakes são componentes vitais para operações envolvendo Big Data, e consistem em repositórios que armazenam um enorme volume de dados em estado bruto, e de origens diversas, onde aplicações utilizam avançadas técnicas de análise de dados para extrair valor para o negócio.

Na prática, vemos o Big Data quando nos deparamos com sugestões em sites de compras, recomendações de conteúdo em aplicativos como Netflix, Spotify ou integrando soluções capazes de potencializar taxas de conversão através da geração de inteligência com a análise de padrões comportamentais.

Conte com a HartB para implementar soluções capazes de potencializar seus resultados e orientar a tomada de decisão utilizando Big Data.


Alexandre Rocha

Head of Marketing - HartB. Profissional de Marketing com especialização em Comunicação e Marketing em Mídias Digitais, Administração, finanças e geração de valor. Pós-graduando em Tecnologia para negócios: AI, Data Science e Big Data.

Deixar um Comentário

Categorias

Comentários

    Assine a Newsletter

    Receba as novidades do site em seu email.

    Captcha obrigatório
    Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
    Logo HartB

    Geração de valor através de Big Data e Inteligência Artificial.

    Contato

    © 2022 HartB. Todos os direitos reservados.